×

Mensagem enviada com sucesso!

O tempo médio de resposta é de 1 dia.

Blog

Tecelagem, conheça um pouco da história!

Tecelagem, conheça um pouco da história!

Conhecendo o processo de tecelagem:

O processo de tecelagem consiste em tecer e entrelaçar fios, as vezes distintos entre si, para no final obter tecidos, denominados de tecidos planos ou tecidos de cala. Confira algumas curiosidade e informações sobre esta arte milenar que permanece fundamental ainda nos dias de hoje:

 

História:

Há algumas evidências que supostamente comprovam que a arte da tecelagem surge no período Neolítico, ou Idade da Pedra Polida, cujo foi um período da antiguidade que aconteceu por volta do ano 4.000 a.C. até aproximadamente 8.000 a.C., época também que marca o surgimento da sedentarização e também da agricultura.

O que tudo indica é que os povos que viviam nessa época se inspiraram nos ninhos de pequenos pássaros e principalmente nas teias de aranha, pois são amarrações finas feitas de seda, porém ao mesmo tempo extremamente resistentes. Mas as primeiras aplicações foram feitas com galhos, para construírem cercados, e ao longo do tempo a técnica foi sendo aperfeiçoada e adaptada à outras matérias primas até chegar na produção de tecidos propriamente ditos.

Tendo os povos neolíticos como base, ou não, por volta do ano 5.000 a.C. os egípcios começam a tecer seus primeiros tecidos, utilizando linho como matéria prima, pois era uma planta presente na região e posteriormente cultivada pelos povos do Egito antigo. Onde posteriormente torna-se um tecido ligado a nobreza, pois era um tecido leve e ao mesmo tempo sofisticado! Outros relatos também são presentes, desta vez na China, onde utilizava-se a seda na produção dos primeiros tecidos.           

 

Produção:

Foi somente na Revolução Industrial (1760 – 1840) que ouve uma mudança drástica nos processos de tecelagem, o que tornou a produção muito mais rápida e consecutivamente acessível. Antes disso, toda produção de tecidos era feita manualmente, com a utilização do tear que é um aparelho mecânico próprio para tecer fios. Abaixo o quadro “Tecelão”, obra de Vicent Van Gogh, pintada em aquarela no ano de 1884. Na obra é possível observarmos um tear (Foto1).

Tecelão de Vicent Van Gogh - 1884 
(Foto 1 - Tecelão de Vicent Van Gogh - 1884)

Apesar de hoje existirem máquinas têxteis altamente tecnológicas para tecer, o tear manual não se extinguiu. Pois este processo manual está ligado ao artesanato, ou melhor, a arte de criar roupas de forma simplificada (caseira). Mas não é por conta disso que este processo pode ser menos valorizado do que a produção em massa, pois muitas marcas de renome podem considerar esta arte como valiosa para suas coleções, lançando peças exclusivas no mercado! Como é o caso da marca parisiense Chanel que em 2017 desfilou com peças de tear manual na Fashion Week de Paris edição Primavera 2018. (Foto 2)


(Foto 2 - Kaia Gerber desfilando para a Chanel na Fashion Week Paris - Primavera 2018)

Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível. Ao continuar a navegar no site, você concorda com esse uso. Para mais informações sobre como usamos cookies, veja nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

Aceito e Continuar